Seu Bolsa Família está bloqueado? Não se desespere, vamos lhe ajudar resolver

Neste mês de janeiro, milhares de famílias beneficiárias do Bolsa Família enfrentam o desafio do bloqueio do pagamento de seus benefícios devido a inconsistências identificadas em seus CPF

No entanto, não é hora de entrar em desespero, pois o governo federal está empenhado em aprimorar a gestão do programa assistencial e garantir que os recursos sejam destinados apenas às famílias que realmente necessitam desse suporte financeiro.

Se você recebeu a notificação de bloqueio, é importante agir rapidamente. O governo oferece um prazo de seis meses para corrigir as inconsistências em seu CPF e evitar o risco de cancelamento do benefício. A boa notícia é que resolver essa situação pode ser mais simples do que parece.

Para começar, os beneficiários podem verificar a regularidade de seus CPFs por meio do aplicativo do CadÚnico, disponível para Android e iOS. O titular do Bolsa Família pode consultar não apenas o seu CPF, mas também os CPFs dos demais membros da família. Para evitar o bloqueio, certifique-se de que todos os CPFs listados estejam regulares.

Caso tenha recebido o alerta de bloqueio, acesse a área “Meu CPF” no site da Receita Federal e escolha a opção “Atualizar CPF”. Você também tem a opção de buscar atendimento presencial em uma unidade da Receita Federal, mediante agendamento prévio. 

Em média, a solução para irregularidades no CPF leva apenas 15 minutos, garantindo a continuidade do pagamento do Bolsa Família.

E não se esqueça do cronograma de pagamentos do Bolsa Família para janeiro, que começou em 18 de janeiro e seguirá até o dia 31, de acordo com o último dígito do NIS do beneficiário titular.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.